Transformando vidas: alunos destaques na sala de aula irão atuar no Banco do Nordeste

Image

Após ver uma publicação nas redes sociais sobre o curso de informática para o mundo do trabalho, ofertado pelo CTV Ipaumirim, o jovem Tiburtino Barbosa Albuquerque Segundo, venceu a acomodação, desanimo, preguiça e falta de vontade de estudar e resolveu se inscrever no curso atraído por adquirir conhecimentos sobre as ferramentas da Microsoft.

“Eu estava muito acomodado e não tinha mais interesse em estudar. Vi a postagem sobre o curso nas redes sociais e achei interessante, vi que ensinariam sobre as ferramentas da Microsoft, a qual eu não tinha conhecimento, então decidi me inscrever. Fiz o curso e aprendi tudo que eu queria, aproveitei bem a oportunidade. Além disso, o curso me ajudou com a timidez, a trabalhar em grupo e a fazer amizades”, pontuou Segundo. 

A oportunidade de trabalhar no Banco do Nordeste do Brasil (BNB) de Lavras da Mangabeira, surgiu após a conclusão do curso, onde o CVT Ipaumirim elegeu dois alunos que se destacaram durante o curso e em uma parceria com o banco encaminhou seus currículos para possíveis vagas na empresa, e a oportunidade se concretizou. Segundo foi um dos alunos escolhido para uma das vagas no banco.

“Eu já tinha uma certa relação com essa área de informática, que eu sempre gostei, acho interessante, sempre sonhei em trabalhar com isso, então ter ficado em segundo lugar nos melhores alunos do curso e conseguir a vaga para trabalhar no Banco do Nordeste, é uma felicidade muito grande. Os cursos do CVT são uma oportunidade de fazer conexões valiosas para entrar no mercado de trabalho, como aconteceu no meu caso”, enfatiza Segundo.

Conforme Segundo, as pessoas deveriam conhecer mais as ações e cursos ofertados pelo Instituto Centec, por meio dos CVTs. “Os cursos são excelentes, contam com profissionais extremamente capacitados, conseguem transmitir todo o conteúdo, mesmo com alunos de várias peculiaridades, dede jovens e adultos que vão de 16 a 40 anos, com material atualizado que prepara para o mercado de trabalho.”

Outra aluna contemplada com uma vaga das de emprego no banco foi  Michaelle Haylenne, moradora do distrito de Felizardo, em Ipaumirim. “Tive o privilégio de também participar do curso oferecido pelo CVT e adquirir conhecimentos que agregassem valor ao meu currículo.”

Mesmo formada em administração, Michaelle, estava sem trabalho e resolveu fazer o curso para adquirir mais conhecimentos nas ferramentas de informática como criar tabelas e planilhas no Excel, organização de processos empresariais e demais arquivos, sempre coma esperança de conseguir uma oportunidade de inserção no mercado de trabalho, e ela veio na hora certa.

“Desenvolver o meu papel como profissional e colaboradora do Banco do Nordeste, será uma experiência enriquecedora, meu histórico profissional, poderei colocar em prática as informações colhidas durante a jornada do curso. Agradeço ao CVT Ipaumirim pela oportunidade e por incentivar os alunos, que venham novos cursos e projetos para a cidade, gerando novas oportunidades de qualificação e emprego”, ressalta ela.

Os alunos serão lotados na agência do Banco do Nordeste de Lavras da Mangabeira, município vizinho a Ipaumirim onde fica a unidade bancária, atuando na área da administração, onde poderão aplicar tudo que foi aprendido com o curso. A perspectiva é que eles possam iniciar ainda este ano, conforme acordado com a gerente da agência.

Incentivo e parceria

A grande incentivadora e idealizadora da parceria entre o CVT Ipaumirim e o Banco do Nordeste (BNB), foi a coordenadora do CVT, Júlia Soraia. Em 24 anos de fundação do Centro Vocacional Tecnológico (CVT), essa foi a primeira vez em que foi conseguido uma parceria de inserção de alunos do CVT no mercado de trabalho, com uma instituição financeira desse porte.

Ela foi fundamental para a inserção dos alunos no mercado de trabalho e a concretização da parceria com o banco, realizando diversas visitas à agência bancária para dialogar diretamente com a gerente, e garantir as vagas dos jovens.

Os CVTs são unidades geridas pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece) por meio do Instituto Centec, Organização Social (OS) contratada pelo Governo do Ceará para executar ações no âmbito da educação profissional e tecnológica no Estado.