Fatec Sertão Central prepara teste de análise sensorial de doce à base de soro de leite

Image

As alunas Jannyza Lima e Jemima Vieira, do curso de Tecnologia em Alimentos da Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec) Sertão Central, estão se preparando para realizar o primeiro teste de análise sensorial de um doce feito a partir do soro de leite.

Elas são bolsistas de iniciação científica da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) e estudam um meio de utilizar o soro de leite oriundo da fabricação de queijo coalho na região.

“Cada 20 litros de leite utilizados na produção de queijo coalho resultam em 18 litros de soro de leite. Em levantamento realizado por nós em empreendimentos do Sertão Central, percebemos que esse produto tem destinações diversas – desde a alimentação de suínos até o descarte sem controle, o que gera danos para o meio ambiente. Ao encontrarmos uma formulação adequada para o doce, nossa ideia é convidar os empresários da cadeia do leite para um curso sobre um uso que agregue valor ao soro de leite”, revela Jannyza.

A pesquisa é orientada pela professora doutora Sandra Maria Lopes dos Santos, co-orientado pelo professor mestre Cláudio Gonçalves Paulino e conta com a colaboração da professora mestra Geísa Almeida Damasceno e da laboratorista especialista da Fatec Sertão Central Francilda Rodrigues Guimarães.

Para a realização do teste de análise sensorial, as pesquisadoras contataram o Comitê de Ética do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE). Com a efetivação dos trâmites, o órgão será responsável por conceder a permissão para a realização do teste, que deverá reunir cerca de 100 pessoas. O objetivo dessa etapa da pesquisa é submeter as formulações do doce a esse público para avaliar aspectos como apresentação, sabor e odor.