Inspirado no girassol, sistema desenvolvido na Fatec Cariri visa melhorar eficiência de placas de energia solar

Image

Por seu movimento em direção ao sol, o girassol foi a inspiração para um projeto do curso de Tecnologia em Manutenção Industrial da Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec) Cariri, que visa desenvolver um sistema de otimização do rendimento de placas fotovoltaicas. O professor e pesquisador da Fatec, Sebastião Erailson, é o responsável pela idealização e orientação do projeto junto ao aluno José De Luna.

O projeto de pesquisa está em fase inicial e leva em consideração as características da incidência solar de Barbalha, cidade onde o estudante mora. O protótipo contém fotorresistores que enviam dados para uma placa de Arduino (plataforma de código aberto) com algoritmos responsáveis por determinar o melhor momento para movimentar a placa, que precisa estar na posição adequada para receber a luz do sol que vai gerar energia. Segundo Luna, os sistemas disponíveis no mercado atualmente são baseados em intervalos de tempo.

“Os sistemas existentes consomem energia em tempo integral. Por usarem um temporizador, eles vão movimentar as placas nos horários determinados – por exemplo, às 8 horas e às 8h30. Nosso protótipo é diferente: o fotorresistor fez uma leitura às 8 horas e realizou movimentação para que a placa tenha uma boa captação; fez outra leitura às 8h30 e entendeu que não houve variação na intensidade da luz, então não compensaria realizar movimentação e gastar energia com isso, pois aquela posição ainda está ótima para a geração”, explica.

Segundo o estudante, o sistema girassol visa promover uma economia de energia que traz benefícios sobretudo para indústrias. Outro ponto importante da pesquisa é que o posicionamento das placas solares levam em consideração a busca pela eficiência sem a perda de rendimento, que pode ocorrer caso a temperatura das placas fique muito alta.

matéria atualizada em 23/01/24 às 17h15