Início Comunicação Notícias Últimas Centec promoverá capacitação no novo Centro de Tecnologia Mineral do Cariri
Centec promoverá capacitação no novo Centro de Tecnologia Mineral do Cariri
Ter, 03 de Abril de 2018 11:22

Unidade Tecnológica de Beneficiamento, em Nova Olinda, irá agregar valor e competitividade à Pedra Cariri

O Centro de Tecnologia Mineral do Cariri (CTMC), que será inaugurado no dia 5 de abril, às 16h, em Nova Olinda, contará com a parceria do Instituto Centec na área de qualificação profissional. A nova unidade tecnológica de beneficiamento da Pedra Cariri é uma iniciativa do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece) e agregará valor e competitividade à Pedra Cariri proveniente das jazidas de Nova Olinda e Santana do Cariri. A solenidade de inauguração contará com a presença do secretário da Casa Civil, Nelson Martins; da Ciência e Tecnologia, Inácio Arruda, e do presidente do Centec, Silas Alencar.

A ideia é contribuir para agregação de valor à Pedra Cariri, reduzindo perdas e viabilizando o desenvolvimento de novos produtos, como artesanatos e artefatos minerais. Além de capacitação na área de mineração, meio ambiente e paleontologia, serão executados, no Centro, projetos de pesquisa e extensão, envolvendo as ICTs da região ou que tenham interesse no tema da paleontologia e mineração.

"Queremos passar dos 40% de aproveitamento atual à totalidade da pedra extraída". Para atingir essa meta o CTMC irá trabalhar para garantir a sua padronização para comercialização no mercado nacional e internacional e investirá no aproveitamento dos rejeitos da Pedra Cariri, garante o secretário adjunto da Secitece, Francisco Carvalho, que conduziu o projeto.

O CTMC será uma ferramenta importante para fomentar o desenvolvimento econômico e social na região. Todo o material recebido será triado e terá procedência e legalização registrada. Os fósseis possivelmente encontrados neste rejeito serão depositados no Museu de Paleontologia de Santana do Cariri (Urca). A unidade terá auto-suficiência financeira através de recursos obtidos com o beneficiamento e comercialização de placas de calcário.

Para a execução do projeto, foram investidos recursos do Fundo de Inovação Tecnológica - FIT, da ordem de R$ 859.908,00. A reforma e adaptação do galpão durou cerca de um ano e custou R$ 431.777,27.